OPERADORES DIZEM QUE ENERGIA EÓLICA FICARÁ MAIS CARA DEVIDO A DECISÃO DA ANEEL; AGÊNCIA CONTESTA

Resultado de imagem para eolicaUma decisão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) pode afetar o preço da energia de usinas eólicas que vierem a ser contratadas a partir dos próximos leilões. A associação que representa as eólicas afirma que a energia dessas usinas ficará mais cara.

A Aneel admite que o “preço nominal” da energia eólica pode subir, mas considera que a decisão beneficia os consumidores, que não ficarão mais sujeitos ao pagamento de custos adicionais, agregados à tarifa (leia mais abaixo).

As eólicas se expandiram fortemente nos últimos anos. São as usinas que mais crescem no Brasil. Atualmente, o vento já é a terceira principal fonte de energia do país, atrás das hidrelétricas e das termelétricas.

Além disso, as eólicas vêm se destacando pelo baixo preço da energia produzida. Nos últimos três leilões realizados pela Aneel, a energia eólica foi a mais barata em dois, e a segunda mais barata no terceiro.

Para alguns agentes do setor elétrico, porém, a decisão da Aneel – que gerou debate acalorado até mesmo entre diretores da própria agência – pode levar ao encarecimento da energia eólica no país.

G1

BANCADA DO NORDESTE PROCURA MINISTRA DA AGRICULTURA PARA DISCUTIR IMPACTO DO ÓLEO NA PESCA

Por Congresso em Foco – Os impactos do óleo que há mais de um mês atinge as praias do Nordeste não devem ser avaliados apenas pelos ministérios do Meio Ambiente e de Minas e Energia. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento também deve entrar nesse assunto, pois muitos pescadores estão sem poder trabalhar devido à contaminação. O problema será apresentado à ministra Tereza Cristina pela bancada do Nordeste no Senado em reunião agendada para a próxima terça-feira (15).

A reunião da bancada nordestina com a ministra Tereza Cristina foi solicitada pelo senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE). Em Sergipe acompanhando o avanço do óleo no litoral do estado, ele explica que, além de ter afetado os peixes e crustáceos que servem de renda para esses trabalhadores, o óleo pode causar um problema de saúde pública para os pescadores. Por isso, quer que o governo libere seguro-defeso emergencial para os pescadores e marisqueiros que tiveram o local de trabalho contaminado pelo óleo.

O seguro-defesa é um benefício previdenciário que normalmente é pago aos pescadores profissionais artesanais, devidamente registrados no Ministério da Agricultura, durante o período de defesa, quando é proibido pescar em razão da necessidade de preservação das espécies. Mas que, segundo o senador, também poderia ser liberado de forma emergencial agora em virtude do desastre ambiental que atinge o litoral nordestino.

Vieira solicitou, então, que o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) agendasse uma reunião com a ministra Tereza Cristina. Bezerra atendeu o pedido e confirmou o encontro para a próxima terça-feira (15) no Senado. Na ocasião, outros senadores do Nordeste, como Rogério Carvalho (PT-SE), também vão conversar com a ministra sobre a situação da região.

Noticiasdopassaro

HOTÉIS DO RN NÃO REGISTRAM CANCELAMENTOS APESAR DAS NOTÍCIAS DE MANCHAS DE ÓLEO

Resultado de imagem para Hoteis do RNAs manchas de óleo que tem atingido o litoral do Rio Grande do Norte não prejudicaram, pelo menos por enquanto, o turismo potiguar. É o que diz a Associação Brasileira da Indústria de Hoteis do RN (ABIH-RN). Segundo o presidente da instituição, empresário José Odécio, até agora não houve nenhum cancelamento de pacote turístico para hotéis de Natal ou de Pipa, por exemplo. Alguns deles, inclusive, estão com ocupação de 100% para este fim de semana.

“Estamos sempre em contato com os órgãos municipais e agentes de turismo que estão nas praias. A ABIH está monitorando esse processo para divulgarmos notícias verdadeiras, por meio de vídeos. As principais praias que o turista frequenta não estão sofrendo com esse acidente, sabemos que é algo pontual, mas estamos cobrando que os culpados sejam responsabilizados”, disse José Odécio.

Grandeponto

ESTADO E SENAI-RN ASSINAM ORDEM DE SERVIÇO PARA CAPACITAR BENEFICIÁRIOS DO PROJETO GOVERNO CIDADÃO

O diretor regional do SENAI-RN, Emerson Batista, e a governadora do RN, Fátima Bezerra, assinaram, nesta quinta-feira (10), a ordem de serviço para início dos cursos de capacitação em confecção de vestuário inseridos no Projeto Integrado de Desenvolvimento Sustentável do RN, o Governo Cidadão. “É com grande satisfação que participamos dessa reestruturação do mercado de confecções e vestuário do Rio Grande do Norte, nessa parceria para capacitação, que vai gerar emprego e renda”, disse Emerson.

Os cursos serão ministrados por especialistas do SENAI-RN. De acordo com Mailson Gomes, morador da cidade de Passa e Fica e capacitado em mecânica, o projeto vem em bom momento para o município. “Como somos de um município onde a geração de renda é muito baixa, essa capacitação vem como um presente. Vamos agarrar com unhas e dentes e fazer isso crescer. Hoje sou eu, mas eu tenho um filho de sete anos, então isso também é preparação para o futuro”, disse entusiasmado.

O projeto é realizado com recursos do empréstimo do Banco Mundial. O edital financia empreendimentos econômicos e solidários da agricultura familiar, gerando oportunidades de trabalho e renda em todas as regiões potiguares. “Esta parceria vem agregar valor para que possamos ter uma produção mais atrativa para a comercialização, para que possa gerar negócios, emprego e renda para as comunidades, para que possa fazer circular a economia nas cidades do nosso estado”, enfatizou a governadora Fátima Bezerra.

Fernando Mineiro, secretário de Gestão de Projetos e Metas, que articulou a parceria com o SENAI-RN, explicou que este é o início de um trabalho mais amplo. “Vamos de início capacitar em sete associações comunitárias voltadas para a confecção de roupas, e depois daremos continuidade. Essas associações já receberam máquinas modernas e insumos, mas estavam sem produzir porque esperavam pela capacitação para utilizar os equipamentos. Agora esse entrave foi resolvido e todos terão acesso aos cursos de capacitação”, disse.

O Governo vai investir R$ 212 mil para assegurar capacitação como confeccionador de moda praia; costureiro industrial (malha); costureiro na confecção de peças íntimas; operador de máquina de bordar tecido; e polivalência em confecção de vestuário. Os cursos terão duração de três meses. Os beneficiários pertencem a associações dos municípios de Passa e Fica, Parelhas, Goianinha, Campo Redondo e Portalegre.

Fiern

CURSOS TÉCNICOS GRATUÍTOS – CTGAS-ER

Inscrições feitas exclusivamente no site http://bit.ly/gratuidadectgas-er

Técnico em Eletrotécnica 40 vagas.
Técnico em Refrigeração e Climatização 40 vagas
Horário: das 13:30 às 17:30, de segunda a sexta-feira.
Início das aulas: 21/10/2019
Término: 15/12/2021.

Os cursos são destinados à pessoas que sejam de baixa renda e atendam os requisitos abaixo:
Idade mínima de 16 anos
Estar cursando ou ter concluído o ensino médio

As inscrições serão feitas no site http://bit.ly/gratuidadectgas-er até preencher o total de 40 vagas em cada turma

O candidato terá o prazo de 14 a 16/10 para apresentar a documentação e assinar a matrícula no CTGAS-ER (Av. Capitão Mor Gouveia, 2770, Lagoa Nova). Horário: 08h às 20h.

Documentos para matrícula:
*Certidão de nascimento ou casamento
*Cópia de CPF e RG
*Comprovante de escolaridade
*Comprovante de endereço
*Menores de idade devem estar acompanhados do responsável legal (pai ou mãe), e apresentar CPF e RG.

WhatsApp

VIVALDO COSTA SOLICITA UNIDADE DA CEASA EM CAICÓ

O deputado Vivaldo Costa (PSD) apresentou requerimento solicitando ao Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (SAPE) a implantação da Central de Abastecimento do RN S/A (CEASA) em Caicó. As Centrais Estaduais de Abastecimento são empresas estatais ou de capital misto (público e privado), destinadas a aprimorar a comercialização e distribuição de produtos hortifrutigranjeiros.

De acordo com o parlamentar, a instalação da CEASA em Caicó vai beneficiar diretamente toda a região do Seridó. “A CEASA é responsável pelas atividades de abastecimento de produtos hortifrutigranjeiros à sociedade potiguar com qualidade, preço e bom atendimento. É uma instituição que valoriza a produção agrícola por meio da comercialização competente e socialmente responsável”, justificou o deputado.

A grande parte das frutas, legumes, e flores comercializadas em feiras, supermercados, restaurantes e sacolões em Natal e cidades da Grande Natal, são geralmente adquiridos por meio da CEASA. O parlamentar tem expectativa que, com uma unidade localizada na cidade de Caicó, todo o comercio da região Seridó seja beneficiado.

AL